26/07/2016

De tudo um pouco

Por Cartaxo Arruda Júnior - diretor de Comunicação do Mova-se Fátima de Deus - professor e ativista do NDD

A luta contra o golpe deve permanecer centralizada na votação do ilegal pedido de impeachment. Escreva carta do próprio punho, passe telegrama, mande e-mail, whatsapp, etc e tal, para todos os senadores, não devemos esquecer nenhum.

É impressionante a risadinha sem graça do senador Cristovam Buarque dizendo que está indeciso, sem saber ainda como vai votar... que é direito dele é, mas não engolimos esse silêncio após a sentença do Tribunal Internacional pela Democracia no Brasil que inocentou e absolveu a presidenta Dilma Rousseff desta tentativa golpista de impeachment.

Este golpe não pode vingar, manipulado como está, por este governo provisório, ilegítimo e golpista que além de distribuir cargos tem 50 bilhões para distribuir em compra de votos, aniquilando todas as novas leis de combate a corrupção conquistas nos governos Lula e Dilma.
A mídia golpista esconde que este é o segundo governo da presidenta Dilma, que no fim do primeiro já estava consolidada com uma aceitação de mais de 90% da população.

Só foi a presidenta Dilma falar na abertura ONU que estava sendo espionada assim como as empresas estatais e recusar a pisar no tapete vermelho da Casa Branca, para os golpistas botarem suas garras de fora.

O Governo Lula transforma o Brasil de devedor em credor do FMI, nos tornamos a quinta das mais sólidas riquezas mundiais, nossa reserva financeira é a segunda maior do mundo, com Dilma nestas coisas não tem perepes... Ela não gosta e não aceita mal feito, é faxineira. Negou base norte-americana no Aquífero Guarani, disse que não entregava o pré-sal, que ia fundar o banco dos BRICS para concorrer com o FMI, fortalecer engrandecendo o MERCOSUL e a UNASUL.

Eles querem acabar com o serviço publico o maior elo entre a soberania nacional, as estatais e o patrimônio publico, a CLT, os direitos humanos e o meio ambiente. Só visam o lucro.
Vivemos sob a égide de uma oligarquia criminosa, antinacionalista. Querem implantar a todo custo um neoliberalismo ultrapassado, mais que isso, um neocolonialismo serviçal da casa grande e senzala.

A história é essa o resto é alienação.
 

Escrito por 

Luiz Edgard Cartaxo Arruda Júnior
Diretor de Comunicação do Sindicato Mova-se 

Fátima de Deus 
Professora e Ativista do NDD

RÁDIO WEB

15/01/2018

Spot Plenária dos servidores da saúde

15/01/2018

Spot Dia Nacional de Paralisação

©2003 - 2018. MOVA-SE-Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará
Rua Princesa Isabel, 502 Centro | Fortaleza - Ceará | CEP: 60015-060
Fone/Fax: (85) 3226.0665 | (85) 3226.0642
Site: www.mova-se.com.br | E-mail: falecom@mova-se.com.br

Produzido e atualizado pela Assessoria de Comunicação do MOVA-SE e TEIA DIGITAL