16/07/2015

Hospital César Cals quer obrigar servidores a se cooperarem

Para coibir tal ação, o Mova-se e outros sindicatos promovem ato na terça-feira (21), às 6h30, no Hospital César Cals.

Na manhã desta quinta-feira (16.07), representantes do Mova-se e do Sindsaúde, membros da Frente Sindical, estiveram no Hospital César Cals para apurar denúncias feitas pelos servidores sobre intensas pressões e terrorismo por parte da diretoria. A direção do Hospital quer obrigar os servidores concursados a se filiarem na cooperativa por meio de prova de seleção.

Ao chegarem no Hospital, os sindicalistas se depararam com a realização de uma prova cuja finalidade era “selecionar” os servidores públicos a continuarem na escala de serviço prestado, ou seja, querem exigir de forma constrangedora que trabalhadores com mais de 30 anos no serviço público se filiem à cooperativa para receber hora extra. O ato além de ser ilegal, descumpre a promessa do secretário da Saúde, Henrique Javi, no dia 24 de junho, ao afirmar que iria punir essas ações.

A Frente Sindical não tolera atos terroristas que tentam desestabilizar os servidores da saúde e exige o que foi acordado com o secretário Henrique Javi.

Ato
Para coibir atos dessa natureza, o Mova-se, Sindsaúde, APEOC, CUT e CTB promovem ato de protesto nesta terça-feira (21), às 6h30, na frente do Hospital César Cals.



Serviço:
Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se)
Contato: (85) 3226.0665 / 99619.8745

RÁDIO WEB

15/01/2018

Spot Plenária dos servidores da saúde

15/01/2018

Spot Dia Nacional de Paralisação

©2003 - 2018. MOVA-SE-Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará
Rua Princesa Isabel, 502 Centro | Fortaleza - Ceará | CEP: 60015-060
Fone/Fax: (85) 3226.0665 | (85) 3226.0642
Site: www.mova-se.com.br | E-mail: falecom@mova-se.com.br

Produzido e atualizado pela Assessoria de Comunicação do MOVA-SE e TEIA DIGITAL