02/09/2015

Grito dos/as Excluídos/as em Fortaleza - 21ª edição discute mídia e violência

Concentração em Fortaleza será no dia 7 de setembro, às 7h30, na Praça do Cristo Redentor.

Coordenadores estaduais e apoiadores do Grito dos/as Excluídos/as finalizam os preparativos das ações para o 21º ano do movimento. O Grito é realizado anualmente, sempre no dia 7 de setembro. Em 2015, ele traz o lema “Que país é esse que mata gente, que a mídia mente e nos consome?”. Em Fortaleza, a concentração ocorrerá às 7h30 da próxima segunda-feira, na Praça do Cristo Redentor, em frente ao Seminário da Prainha. A caminhada envolve a Articulação das Pastorais Sociais, Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e Organismos da Arquidiocese de Fortaleza, com apoio de movimentos sociais e da CUT-CE.

O Grito dos Excluídos é uma manifestação popular carregada de simbolismo, um espaço sempre aberto e plural de pessoas, grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos. Este ano, os principais temas abordados são a violência, sobretudo extermínio da juventude; moradia, apresentado pela população em situação de rua; e atuação da grande mídia.

A ideia é chamar a atenção para a situação de violência que afeta sobretudo as juventudes das periferias, bem como alerta para o poder que os meios de comunicação exercem na manipulação da sociedade. A caminhada do dia 7 de setembro, em Fortaleza, se une ao movimento nacional também para despertar a opinião pública sobre as questões levantadas pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) sobre a estrutura social em que vivemos – que mata e marginaliza.

Não à exclusão do trabalhador e da trabalhadora
Embora a classe trabalhadora seja sujeito de fundamental importância no desenvolvimento da nação, historicamente é alvo vulnerável de violação de direitos e da exploração do capital. Violação e exploração que se concretizam nas condições precárias de trabalho e na falta de acesso aos direitos básicos da família, como educação, saúde, moradia, lazer, levando milhões de brasileiros à exclusão social.

Histórico do Grito
A proposta do Grito surgiu no Brasil, em 1994. O 1º Grito dos Excluídos foi realizado em setembro de 1995, motivado pelo tema da Campanha da Fraternidade do mesmo ano: “A Fraternidade e os Excluídos”. E para aprofundar os desafios levantados na 2ª Semana Social Brasileira, cujo tema era “Brasil , alternativas e protagonistas”, tendo como pano de fundo a simbologia da data do 7 de setembro. A Assembleia Geral dos Bispos, em 1996, discutiu e aprovou o Grito dos Excluídos dentro do projeto Rumo ao Novo Milênio. Em 1999, o Grito rompeu fronteiras e estendeu-se para as Américas. Os temas do Grito, desde 1995, podem ser consultados AQUI.

SERVIÇO:

O quê: Grito dos Excluídos 2015
Tema: "Que país é este, que mata gente, que a mpidia mente e nos consome?"
Quando: 7 de setembro de 2015 (segunda-feira)
Horário: a partir das 7h30.
Onde e como: concentração na Praça do Cristo Redentor, em frente ao Seminário da Prainha e ao Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Previsão de saída – 8h30, percorrendo a Av. Monsenhor Tabosa, seguindo pegando a Rua Tibúrcio Cavalcante e continuando até a altura do Náutico Atlético Cearense. O ato se encerrará com a leitura da Carta incluindo as propostas e reivindicações como síntese de resultado dos pré-Gritos.

Ouça o Hino do Grito dos Excluídos 2015

Com informações da Coordenação Nacional do Grito dos/as Excluídos/as e da Rede Cáritas


Serviço: 
Assessoria de Imprensa 
Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se)
Contato: (85) 3226.0665 / 99619.8745

RÁDIO WEB

15/01/2018

Spot Plenária dos servidores da saúde

15/01/2018

Spot Dia Nacional de Paralisação

©2003 - 2018. MOVA-SE-Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará
Rua Princesa Isabel, 502 Centro | Fortaleza - Ceará | CEP: 60015-060
Fone/Fax: (85) 3226.0665 | (85) 3226.0642
Site: www.mova-se.com.br | E-mail: falecom@mova-se.com.br

Produzido e atualizado pela Assessoria de Comunicação do MOVA-SE e TEIA DIGITAL